2facebook

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

PETICAO PRECARIEDADE 250

SIESI Informa - Abril 2017

jornalsiesiCONTINENTE

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



Processo colectivo para exigir 22 dias úteis de férias

A TYCO não quer resolver a bem…

O SIESI obrigou a TYCO a reunir no Ministério do Trabalho, depois de ter solicitado por duas vezes uma reunião à empresa (e para as quais não obteve qualquer resposta), com o objectivo de encontrar uma solução para os dias de férias que não passe pela via judicial, bem como para discutir outros temas que preocupam os trabalhadores (compensações, discriminações, liberdade sindical, assédio/repressão sobre os trabalhadores, questões salariais e outras).

 

No entanto a empresa mantém-se intransigente e não demonstra intenção de dialogar com o SIESI. Escuda-se nos mais variados “argumentos” para não responder e para tentar impedir que os trabalhadores tenham um sindicato de classe forte dentro da empresa capaz de defender os direitos dos trabalhadores, fazer a empresa cumprir a lei e exigir a melhoria das suas condições de trabalho.

… Mas é possível resolver por outras vias!

Entende-se porque é que a TYCO não quer resolver a bem. Isso significaria largar a mão de muitos milhões de euros que a TYCO amealha todos os anos com o roubo aos direitos dos trabalhadores. Os tribunais já deram razão ao SIESI e a um trabalhador, falta agora garantir os 22 dias úteis de férias a todos os trabalhadores do horário concentrado.

O SIESI está a dar início a um processo colectivo para que os trabalhadores incluídos vejam reposto o direito a 22 dias úteis de férias e para que sejam ressarcidos dos valores que a TYCO lhes deve.

O SIESI apela a que te juntes aos teus colegas e que exijas o cumprimento da legalidade e defendas os teus direitos. Os trabalhadores interessados têm de tomar a iniciativa, visto que o Sindicato só pode patrocinar acções em nome dos seus associados.

Não estás sozinho!

Podes contar com o apoio do teu Sindicato em todo o processo. Contacta o SIESI para saberes mais informações sobre o que podes fazer para estares incluído no processo colectivo. Juntos somos mais fortes!

ATENÇÃO!

Sindicalizados não podem ser discriminados!

Os trabalhadores associados do SIESI não podem ser discriminados. O acordo feito entre a TYCO e o SIESI em 2006 já não tem validade, uma vez que o enquadramento legal se alterou. Com as alterações ao Código do Trabalho de 2012, este tipo de horários passou a ser implementado por acordo entre trabalhador e patrões ou pela contratação colectiva e não pode interferir na liberdade de cada trabalhador a sua sindicalização.

O SIESI está a tomar medidas para revogar este acordo e está disponível para te apoiar na sindicalização e combater esta discriminação!

Contacta o SIESI para saberes como te podes sindicalizar! 

Sindicalizado tens mais força!

Unidade! A força dos trabalhadores!

LER COMUNICADO AOS TRABALHADORES