2facebook

Combater o assédio

assedio laboral

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



hanon trabalhadores 900x480

No dia 12 de Dezembro vota na Ana Cristino!

As regras devem valer para todos, não só para alguns.

Apelamos mais uma vez à participação de todos nas eleições para representante do Conselho de Empresa Europeu (CEE), na Hanon Systems, que se realização no próximo dia 12 de Dezembro nos períodos de refeição.

No passado dia 06 de dezembro foi apresentada uma reclamação ao presidente da Comissão Eleitoral, que é simultaneamente o atual representante para o CEE, sobre o facto de só ter sido entregue uma única lista candidata até ao prazo definido que cumprisse com o que está definido no Nº 1 do Artº 57 conforme divulgado no placar da fábrica, ou seja, a candidatura da Ana Cristino.

 

Artigo 57.º - Candidaturas

1- Podem propor listas de candidatura à eleição da CT, 20 % ou 100 trabalhadores da empresa inscritos nos cadernos eleitorais, ou no caso de listas de candidatura à eleição de subcomissões de trabalhadores, por 10 % de trabalhadores do respectivo estabelecimento.

Sendo assim, a esta única candidatura deveria ser atribuída a Letra “A” para as eleições e não a Letra “B”, como atribuiu de forma errada o referido presidente da Comissão Eleitoral.

Será coincidência o referido artigo aparecer em branco na convocatória colocada no placar? Todos deveriam saber se houve ou não trabalhadores a apoiar uma outra candidatura, conforme o Artº 57!

Ser árbitro e jogador, ao mesmo tempo, tentar subverter as regras e iludir quer os trabalhadores que apoiaram a Lista Candidata da Ana Catarino quer os demais trabalhadores eleitores para o processo eleitoral é um acto reprovável, que merece ser amplamente divulgado em toda a empresa.

Todos os membros da Comissão Eleitoral deveriam escrutinar a aceitação das listas, para que não fosse possível a aceitação de um nenhum candidato que não apresentou sua candidatura, legalmente, com o apoio de assinaturas.

Se é este o tipo de conduta que tal pessoa têm neste momento, de total desrespeito pelas Leis e pelos trabalhadores na empresa, o que dirá se fosse eleito representante para o CEE?

O Conselho de Empresa Europeu e o direito à informação e consulta são dos trabalhadores!

A verdade vem sempre ao de cima: Não compactuaremos com estes comportamentos e atropelos às regras democráticas.

Reafirmamos que é com pessoas sérias, comprometidas que é possível desempenhar um bom papel em prol de todos neste órgão de representação dos trabalhadores.

Por isso, no dia 12 de dezembro, Vota Ana Cristino! Não ir votar beneficia o patrão!

Votar na Ana Cristino é garantir o direito dos trabalhadores à informação sobre os assuntos europeus!

Dezembro 2019

Ler Comunicado aos trabalhadores da Hanon Systems