manifestacao 15nov

2facebook

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

PETICAO PRECARIEDADE 250

SIESI Informa - Abril 2017

jornalsiesiCONTINENTE

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



precario 768b
A VISTEON e a Kelly Services, empresa de trabalho temporário, têm dispensado e ameaçado trabalhadores através de SMS. Os trabalhadores que estão a trabalhar sem qualquer ligação contratual a nenhuma das empresas estão a receber SMS a dizer que “hoje é a data limite para a assinatura dos contratos em falta” e que “caso não compareça, está a pôr em causa a sua permanência” na Visteon.

A precariedade não é para assinar!

Noutra SMS, ao mesmo tempo que informa que o trabalhador está dispensado, a empresa apela a que o mesmo trabalhador «guarde o fardamento, pois não têm conhecimento se se trata de uma pausa com a duração de uma semana». 

O SIESI denuncia esta situação e afirma que estes trabalhadores não estão a prestar um serviço temporário, mas antes efectivo, com pausa de uma semana. Apela a que resistam às ameaças e a que não assinem os referidos contratos. O SIESI apela ainda aos trabalhadores que assinem, isso sim, a petição lançada pela CGTP-IN em defesa da contratação colectiva e do trabalho com direitos.

Face à ausência de contrato, e passado o período experimental, é possível reclamar a efectividade do vínculo na empresa.

O SIESI está a acompanhar a situação e prestará todo o apoio aos trabalhadores.

Não és descartável!
Diz não à precariedade!

 ficheirovisteon1