1º. de Maio CGTP-IN
2facebook

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

PETICAO PRECARIEDADE 250

SIESI Informa - Abril 2017

jornalsiesiCONTINENTE

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



Acção Sindical

 Uma jovem trabalhadora da Tempo Team despedida em Dezembro do ano passado foi reintegrada em Junho deste ano, tendo recebido os todos os vencimentos entretanto vencidos. Foi o SIESI - Sindicato das Indústrias Eléctricas - que confirmou a falta de motivo justificativo consistente para o despedimento e colocou um processo em tribunal visando a reintegração da trabalhadora.  A Tempo Team pertence ao grupo multinacional Randstad, multinacional holandesa especializada em fornecer “trabalho flexível” a outras empresas. Os seus trabalhadores são jovens, na maioria mulheres e muitas licenciadas (cerca de 1500 em duas unidades afectas à EDP).

schindler2.jpg

O caderno reivindicativo dos trabalhadores da Schindler, recentemente apresentado à Direcção da empresa, reclama um aumento salarial de 30 euros para todos os trabalhadores, 10 euros para o subsídio de refeição e 35 euros para as diuturnidades. Propõe também mais regulamentação e a criação de um subsídio de salubridade para quem labora no exterior.

Horário concentrado rejeitado outra vez na MFS
logica.jpgOs trabalhadores da fábrica de painéis solares MFS - Moura Fábrica Solar, da cidade de Moura, distrito de Beja, recusaram, pela terceira vez, a passagem para um horário concentrado de 12 horas por dia, em três ou quatro dias consecutivos, num quadro de laboração contínua.

greveotis2.pngOs trabalhadores da multinacional norte-americana Otis Elevadores, em Setúbal, vão estar em greve no dia 24 de Julho, exigindo aumentos salariais e outras matérias apresentadas no Caderno Reivindicativo para 2015. Durante a greve os trabalhadores concentram-se na delegação da empresa, em Setúbal, e deslocam-se depois às instalações da Autoridade para as Condições de Trabalho de Setúbal para solicitar intervenção nos vários problemas com que se confrontam.

pdf Ler Nota à Imprensa

 

Reunião com a empresa sobre a aplicação do ACT

 pdf INFORMAÇÃO

tribunalcontas.pngTribunal de Contas salienta gastos supérfluos, falta de transparência e aponta que, só na última fase, valor de venda se situa aquém do que seria obtido com os dividendos resultantes dos lucros (no caso da EDP e só em 2012), entre muitos outros milhões de perdas.
pdf Ler Comunicado