2facebook

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

PETICAO PRECARIEDADE 250

SIESI Informa - Abril 2017

jornalsiesiCONTINENTE

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



Acção Sindical

Pela melhoria das condições de trabalho no Subsector dos Elevadores! 

elevadores 1 agosto

Os Dirigentes Sindicais do SIESI no Subsector dos Elevadores estiveram reunidos no passado dia 22 de Julho para discutir e delinear a acção sindical a desenvolver nas empresas de elevadores e escadas rolantes.

A prioridade da acção sindical é defender os postos de trabalho, combater a precariedade, exigir o cumprimento dos direitos consagrados na contratação colectiva, aumentar a representatividade dos trabalhadores através da sindicalização, eleição de delegados sindicais e de representantes dos trabalhadores para segurança e saúde no trabalho.

Nos próximos meses serão realizadas várias reuniões das Comissões Sindicais das empresas representadas pelo SIESI para por em prática o Plano de Acção Sindical Integrada, bem como agendar os plenários nos inúmeros locais de trabalho para apresentar os Cadernos Reivindicativos para 2017, conforme orientação da CGTP/Fiequimetal, bem como continuar a dar resposta aos problemas existentes nas empresas.

Para o sucesso da luta dos trabalhadores é fundamental a participação de todos, sem excepção, pois só em conjunto é que poderemos conseguir reunir com o maior número de trabalhadores, aprovar a acção reivindicativa para cada empresa, bem como definir as acções colectivas para o Subsector.

 Pel’a Direcção do SIESI 

 A luta é o caminho! Sindicaliza-te! Defende os teus direitos! Juntos somos mais fortes!

Os trabalhadores dos call centers da EDP iniciaram hoje um período de 48 horas de greve. Reclamam melhores salários e melhores condições de trabalho.
Declarações de Pedro Almeida, Sind. Indústrias Elétricas do Sul e Ilhas; Arménio Carlos, CGTP; Rita Rato, PCP.
SIC - Primeiro Jornal

Nova greve nos call-centers da EDPOs trabalhadores dos call-centers da EDP, contratados através do regime de prestação de serviços pela Randstad, decidiram em plenário marcar uma nova greve para os dias 25 e 26 de Julho, com concentração junto à sede da Randstad, no dia 25 entre as 9:00 e as 16:00, contra a intransigência da administração da empresa que continua a oferecer um aumento salarial de 1 euro por mês.

225-lisboajpg.png«Construir o futuro é combater todas as formas de precariedade, é exigir o aumento dos salários, é reduzir e regular os horários de trabalho. Cada posto de trabalho tem de corresponder a um contrato efetivo. Mais salário representa uma real melhoria do poder de compra dos trabalhadores. As 35 horas para todos e sem adaptabilidades, banco de horas e outras desregulações nos horários de trabalho são essenciais para a melhoria de qualidade de vida dos trabalhadores.
Luta e sindicaliza-te, é a resposta mais firme à exploração que o patrão impõe!»

  • A CNS/ FIEQUIMETAL continua em negociação com a empresa tendo o objectivo de desbloquear a figura dos subsídios de estudo.
  • Quanto à obrigação de pagamento de IVA sobre o “benefício” na energia, manifestámos o nosso desacordo pela forma intempestiva com que se iniciou a sua cobrança, sem que fosse comprovada a sua legitimidade

Pela estabilidade no emprego, pela melhoria salarial, pela negociação colectiva!
A Direcção do SIESI (Sindicato das Indústrias Eléctricas do Sul e Ilhas) solicitou uma reunião com a Administração da empresa para discutir a melhoria das condições de remuneração no sentido de aproximar aos valores que estão no Contrato Colectivo do Material Eléctrico e Electrónico e pelo que é praticado no sector, nomeadamente categorias profissionais, diuturnidades, regulamentos de piquete, subsídio de alimentação.

siesi---rac-2015-aprovadopdf-capa-page-001.pngFoi aprovada, na Assembleia de delegados sindicais a 30 de Maio, a proposta da Direcção do SIESI no sentido da divulgação do Relatório de Atividades e Contas de 2015. Assim sendo, e num acto de transparência do sindicato, publica-se o Relatório de Atividade e Contas relativo ao ano de 2015, aprovado por maioria pela mesma assembleia, para que todos os sócios possam consultá-lo e analisá-lo, caso pretendam."

pdf Relatório e Contas 2015

 

20150420Exide 2010
No seguimento da decisão do Plenário realizado nos dias 11 e 12 de Maio, efectuou-se no dia 13/5 reunião com a Direcção da empresa, tendo-se chegado ao seguinte acordo do Caderno Reivindicativo 2016, com efeito retroactivo a 1 de Abril:
1º Aumento salarial de 1% com o mínimo de 20 EUROS para todos os trabalhadores e o Plano de Pensões no valor de 0,6% da massa salarial de cada trabalhador.
2º Comparticipação no refeitório – reduz de 0,31€ para 0,20€.
3º Prémio de Antiguidade – 33,00 Euros.
4º Subsídio de Refeição - 6,38 Euros.
5º Subsídio de Maternidade – 460 Euros.

Os Trabalhadores dizem Basta!

imagecelcat5

Nos últimos anos os Trabalhadores da CelCat sofreram com o resultado das políticas de austeridade.

As atualizações salarias miseráveis, o roubo dos feriados, a redução em 50% do pagamento das horas extraordinárias, o descanso compensatório, a retirada da majoração de férias (3 dias) passando para 22 dias, o aumento desenfreado dos ritmos de trabalho, promovendo a precariedade.

Randstad insiste em salários de miséria

moedas.png 
+ = 3 CÊNTIMOS POR DIA

Greve dias 20 e 21 de Junho 2016

Concentração dia 20, às 9h00, frente à sede da Randstad