2facebook

Combater o assédio

assedio laboral

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



Participa nas Eleições para o Conselho de Empresa Europeu

Pelo direito à informação de todos os trabalhadores

No dia 12 de Dezembro vota na Ana Cristino!

No próximo dia 12 de Dezembro serão realizadas eleições para Representantes dos Trabalhadores da Hanon Systems para o Conselho de Empresa Europeu (CEE). A participação de todos neste acto eleitoral é muito importante!

O Conselho de Empresa Europeu é um órgão de representação dos trabalhadores, instituído em muitas multinacionais, através de Directiva Europeia cujo principal objectivo é a informação e consulta sobre os principais temas relacionados com a actividade destas empresas.

A participação dos trabalhadores nesta estrutura de representação é fundamental também para defender os interesses dos trabalhadores, nomeadamente na defesa do emprego, na promoção da negociação colectiva, da acção reivindicativa na empresa e também para dar conhecimento aos órgãos de direcção da empresa, a nível europeu, da situação que se vive na empresa em Portugal.

O direito à informação e consulta é dos trabalhadores. Não é um segredo de estado!

No dia 12 de Dezembro Vota na Ana Cristino!

 

No nosso entender neste último mandato não foi cumprido nem o objectivo inicial a que o Conselho de Empresa Europeu se destina, que é a informação regular aos trabalhadores dentro da empresa, nem tampouco a transmissão à direcção central da empresa sobre a situação das condições de trabalho que se vive na fábrica de Palmela.

Exemplo disto são a omissão das informações das reuniões do CEE aos trabalhadores na empresa, tendo como desculpa infundada a confidencialidade destas reuniões, que só se aplicariam quando a direcção central assim definisse, e não em todas as reuniões.

Além disso quando foram realizadas as acções de lutas na empresa em 2019 não houve, por parte do actual representante, nenhuma posição de solidariedade, muito menos a transmissão do que se passava em Portugal nem aos directores da empresa a nível central nem aos restantes representantes do CEE nos outros países. Isto é uma falha muito grave, que poderia ter contribuído para a resolução do conflito.

Por isso é apresentada a candidatura da Ana Cristino, com o objectivo de alterar esta inoperância, omissão, que só beneficia a direcção, e que em nada representa os trabalhadores em Portugal. Não ir votar beneficia o patrão!

Votar na Ana Cristino é garantir o direito dos trabalhadores à informação sobre os assuntos europeus!

Dezembro 2019

Ler Comunicado aos trabalhadores da Hanon Systems