20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

2facebook

precariedade 190

SIESI Informa - Abril 2017

jornalsiesiCONTINENTE

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



Acção Sindical

O SIESI saúda todos os trabalhadores da Hanon Systems

Apesar das pressões da administração da empresa esta não conseguiu impedir a participação dos trabalhadores na LUTA, mais que justa e com forte adesão na passada sexta-feira, dia 1 de Setembro, que causou forte impacto no normal funcionamento da laboração e produção da fábrica.

A Luta dos trabalhadores na HANON é justa e deu resultados!

PRECARIEDADE USL

Foi reintegrado, no passado dia 1 de Setembro, um trabalhador ilegalmente despedido pela administração da EXIDE (antiga Tudor), na Castanheira do Ribatejo.
A decisão tomada pelo Tribunal da Relação de Lisboa justifica-se pelo facto de o trabalhador ocupar um posto de trabalho permanente, desempenhar uma função absolutamente necessária ao funcionamento normal e regular da empresa e responder directamente às orientações dadas pela EXIDE há vários anos.
Para este processo revelou-se crucial a decisão, por parte do trabalhador, de enfrentar a empresa e, com o apoio do seu sindicato, o SIESI, avançar com a luta para repor a legalidade.

O SIESI saúda todos os trabalhadores da Hanon Systems
Apesar das pressões e que a administração da empresa tem vindo a fazer, não conseguiu impedir a participação dos trabalhadores nesta LUTA mais que justa e a sua forte adesão na greve da última sexta-feira dia 1 de Setembro, causou forte impacto no normal funcionamento da laboração e produção da fábrica.
Como sempre dissemos: A Luta é de todos e para todos! 

ApelogreveAgosto2017A3a

Temos um papel determinante na defesa dos nossos direitos e de melhores condições de trabalho!

O SIESI e a Comissão Sindical apelam à participação de todos nas Greves, com concentração à entrada da empresa, nos próximos dias 23, 24 e 25 de Agosto, (2 horas no ìnicio e 2 horas no fim de cada turno) como decidido nos plenários realizados no dia 19 de Julho.

  • 1º Turno - 00h30m às 02h30m e das 05h30m às 07h30m
  • 2º Turno - 07h30m às 09h30m e das 14h00m às 16h00m
  • 3º Turno - 16h00m às 18h00m e das 22h30m às 00h30m
  • Turno geral – 09h00m às 11h00m e das 15h30m às 17h30m

AVANÇAR NA LUTA! EXIGIR A VALORIZAÇÃO DO TRABALHO E DOS TRABALHADORES!

LER COMUNICADO AOS TRABALGADORES

comunicadogreveagosto

GREVE DE 23 A 25 DE AGOSTO
AVANÇAR NA LUTA! EXIGIR A VALORIZAÇÃO DO TRABALHO E DOS TRABALHADORES!

A Comissão Negociadora do SIESI condena as pressões que a direcção da CelCat, tem vindo a exercer sobre os trabalhadores, procurando sacudir “a água do capote como não podia deixar de ser,  passando a sua responsabilidade (“desta sequência de resultados negativos e o não cumprimento do compromisso assumido com o acionista”) para os trabalhadores.

A direcção fazendo parar a produção para reunir com pequenos grupos de trabalhadores, onde tenta justificar estes insucessos com as greves realizadas este ano, é caso para perguntar e nos anos de 2014, 2015 e 2016 o qual a justificação?!!

Os plenários de trabalhadores têm sido unânimes em decidir o caminho da luta como única resposta às pretensões da General Cable CelCat. Nos passados dias 28, 29 e 30 de Junho com greve e concentração, os trabalhadores voltaram a reflectir e reforçar a vontade de prosseguir o caminho pela melhoria de vida e de trabalho.

Nas empresas, mobilizando os trabalhadores, e também junto do Governo e dos grupos parlamentares, a Fiequimetal vai exigir a revisão das disposições legais sobre o trabalho por turnos. Na Carta Reivindicativa saída do recente encontro sindical sobre este tema, salienta-se que tal revisão deve ser feita por razões ligadas à saúde e bem-estar dos trabalhadores, por motivos relacionados com factores familiares e sociais e por motivações económicas.
20170712Encontro 1

Alteração de horários para as doze horas ou horários concentrados são uma farsa

1ª: A ilação a tirar da reunião efectuada com os trabalhadores é que a Administração da Delphi-Seixal, apenas comunicou uma vontade de modo a que os trabalhadores acatem as suas ordens e aceitem tacitamente os horários concentrados.

960

Mais uma Vitória dos Trabalhadores!

Em Acção que ocorreu no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa, Juizo do trabalho do Barreiro, a Hanon, reintegrou ao serviço duas trabalhadoras que haviam sido despedidas!

A reintegração justifica-se com o facto de aquelas trabalhadoras ocuparem postos de trabalho permanentes, sendo as respectivas funções absolutamente necessárias ao funcionamento normal e regular da empresa e responderem directamente às orientações dadas pela HANON há vários anos.

A diferença neste caso resulta de as duas trabalhadoras terem recorrido ao seu Sindicato, o SIESI,  ali procurando e encontrando apoio e solidariedade com vista à reposição da legalidade.

Depois das greves com muita participação, a Administração da CelCat volta a mostrar disponibilidade para reunir

Depois da demonstração da força e da importância que os trabalhadores da CelCat têm para a empresa, visível com as paragens na produção nas greves de Maio e Junho, a Administração da CelCat recuou e pediu uma nova reunião com o SIESI, agendada para o dia 14 de Julho. Esta situação só se verifica porque os trabalhadores foram à luta contra a inflexibilidade da empresa. O SIESI e os trabalhadores valorizam este avanço e espera-se que esta nova reunião represente um avanço nas negociações relativamente às reuniões anteriores.

PLENÁRIOS NO DIA 19 DE JULHO

Haverá plenários no dia 19 de Julho, para o 1º turno às 00h30m e para o 2º e 3º turno com inicio às 15h00m, no refeitório, onde  informaremos  os trabalhadores sobre o conteúdo da reunião de dia 14 e para os trabalhadores decidirem se têm de tomar medidas de forma a exigir a valorização do trabalho e dos trabalhadores.

acampaz460

Realiza-se nos dias 28, 29 e 30 de Julho, nas piscinas municipais de Évora, o Acampamento pela Paz, que irá juntar centenas de jovens de todo o País com torneios de desporto, workshop, animação cultural, concertos de Profjam e Peste&Sida, em 3 dias onde a animação e o convívio serão constantes.

Vamos juntar-nos num grande fim-de-semana em Évora, cidade Património da Humanidade, num espaço com boas condições para acampar e com uma das mais emblemáticas piscinas do País.

Com o contributo de 25€ está assegurado o transporte de todos os pontos do País, a estadia, duas refeições e a participação em todas as actividades, festas e concertos ao longo dos 3 dias.

Junta os teus amigos, contacta o SIESI ou a Interjovem/CGTP-IN e vem connosco ao Acampamento pela Paz!