2facebook

Combater o assédio

assedio laboral

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



1maio 190

COVID-19 - Perguntas e respostas

salarios190

Formação Profissional

20170612Inovinter Qualifica2

Acção Sindical

edp lojasCondições salariais e outras reivindicações para 2021 apresentadas às empresas

Os anos vão passando e as condições de trabalho continuam a manter-se com salários ao nível do mínimo nacional.

As restantes matérias, no que se refere a direitos e condições de trabalho são o que se conhece: muito pouco ou quase nada!

A EDP, a única beneficiária do trabalho de todos, substituiu trabalhadores dos seus quadros por trabalho pago a pataco, onde ganha ela e as prestadoras de serviços e os que criam a riqueza – nós todos - ficam com as migalhas.

Ler comunicado aos trabalhadores das lojas EDP

Administração da EDP faz balanço positivo!
Os trabalhadores não!

Na reunião decorrida ontem, 09.12.2020, com a participação do eng. Miguel Setas, a Fiequimetal fez questão de realçar a importância que tem a valorização dos trabalhadores e o significado desta valorização para um bom clima de paz social na Empresa.

Exigimos que os representantes dos trabalhadores sejam ouvidos, que as negociações sejam céleres e que resultem na melhoria efectiva das suas condições de vida e de trabalho.

Ler comunicado aos trabalhadores do grupo EDP

Administração da EDP “nem ata, nem desata”!
A situação exige uma resposta dos trabalhadores!

Decorreu esta quarta-feira, dia 25 de novembro mais uma reunião com a Administração da Empresa.

No final de mais uma reunião plenária, esta semana com os nossos sindicatos e os representantes da Administração apresentaram como posição uma mão cheia de nada!

A Fiequimetal volta a reafirmar a necessidade dessa discussão que dê uma solução real às reivindicações dos trabalhadores EDP.

Ler comunicado aos trabalhadores do grupo EDP

ACT confirma que direito a Plenário
Não pode ser prejudicado

Apelo ao Plenario Hanon 7.12.2020 3Após as sucessivas tentativas de proibição da administração da realização de Plenários, que considerámos como uma atitude ilegal, em reunião promovida pela ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) com as partes, após os nossos pedidos de intervenção, foi considerado que o direito a reunião não está suspenso, muito menos proibidos, como sempre defendemos.

Face à necessidade de serem cumpridas as regras sanitárias, a empresa ficou responsabilizada de contactar o Delegado de Saúde no sentido de serem asseguradas para a sua realização, nem que tal passe pela realização de mais que um Plenário por turno.

Dado que a empresa ainda não informou da posição e propostas que decorrem das recomendações daquela entidade, informamos que os Plenários serão realizados, em limite, no próximo dia 7 de Dezembro.

Adiamento dos Plenários de dia (colocar a data)

Os plenários de trabalhadores agendadas para hoje e amanhã foram alterados para 2 e 3 de Dezembro, nos horários anteriormente comunicados.

Esta alteração deve-se, única e exclusivamente, à necessidade da realização dos plenários ser no espaço exterior à instalações da empresa, ao facto das condições meteorológicas que se fazem sentir não serem as melhores, bem como por motivos de saúde da dirigente do SIESI, Paula Sobral.

Ler Informação aos trabalhadores da Hanon

 

Mais um capítulo a acrescentar à saga do subsídio de estudo...
Como já era expectável a reunião plenária de ontem,18 de Novembro, transformou-se, outra vez, numa história interminável de vontades e intenções. Mas, no concreto, a empresa nada adiantou, muito menos apresentou propostas, Assim, reuniões Plenárias e Bilaterais demonstram uma ausência de resultados porque a administração, insistindo na receita, não apresenta nada de concreto e continua a exigir consensos, sabendo que é sempre provável que alguém se coloque de fora.

Ler Comunicados aos trabalhadores do grupo EDP

Subsídio de Estudo
Um processo sem espaço para mais adiamentos!

Passados 3 meses de uma pretendida negociação sobre o subsídio de estudo para os descendentes dos trabalhadores e pensionistas , verifica se que a A dministração mantém uma postura de arrastar a sua resolução efetiva.

Aliás, não é uma atuação que prime pela inovação pois são anos sucessivos com propostas que têm de ser aceite por todos e depois já não, mas afinal parece que sim.

Ler Comunicado aos trabalhadores do grupo EDP

EDP, Governo, Câmara e Sindicato…
Mais do que intenções, importam as soluções!

Finalmente, após a desmarcação da reunião prevista para 28 de agosto, realizou-se no passado dia 12 (quinta-feira), uma sessão como desígnio da discussão do futuro dos trabalhadores, que no caso de Sines, no que concerne à instalação, é já muito curto.

Da parte do Secretário de Estado da Energia e do Emprego foram apresentadas algumas linhas essenciais, num caso quanto aos projetos de instalações e noutro quanto algumas medidas quer pretender contribuir para atenuar os prejuízos para os quais em nada contribuíram, bem pelo contrário.

Ler Comunicado aos trabalhadores das Centrais de Sines e Pego

20191101centralSines arquivo

MOÇÃO

Os trabalhadores da Legrand Eléctrica, S.A., em Portugal, reunidos em plenário no dia 6 de Novembro de 2020, manifestam o seu repúdio pela intenção da Administração da empresa em deslocalizar a produção para o estrangeiro.
A empresa nunca teve prejuízo, sempre deu lucros de milhões de euros (em 2019 atingiram os 4,9M€), e recebeu, durante vários anos, muitos milhões de euros em fundos do erário público para a manutenção dos postos de trabalho, para a modernização e para competitividade da empresa.
Os trabalhadores da Legrand exigem:
• A manutenção dos postos de trabalho e a defesa do emprego;
• O reforço da produção na empresa, com a introdução de novas séries e gamas para serem produzidas;
• A defesa e o reforço da produção nacional.
Os trabalhadores decidem ainda entregar esta moção à Administração da empresa, ao Comité Europeu de Empresa, ao Governo, à Ministra do Trabalho e da Segurança Social, ao Ministro da Economia, aos Grupos Parlamentares, ao Presidente da Câmara Municipal de Cascais e ao Presidente da República e dar conhecimento dela à Comunicação Social.
Os trabalhadores da Legrand

Dia de luta por melhores salários nos fabricantes de material elétrico e eletrónico

A administração da Hanon convive mal com a Constituição da República Portuguesa, particularmente com os artigos que se prendem com os direitos dos trabalhadores!
Os dirigentes do SIESI e do Site Sul foram impedidos de entrar na empresa para realizar os plenários no dia 5 de Novembro das 14.30h, 16.45h, 18.00h e 01.15h.
As Direções do SIESI e do SITE Sul saúdam a postura dos trabalhadores que não baixaram os braços, não abdicaram do seu direito de reunião e participaram nas reuniões agendadas mesmo com os dirigentes sindicais fora das instalações da empresa.
Por isso e, ainda, com mais força:
Greve de 9 a 13 de Novembro 2020
Participa nas Greves de 9 a 13 de Novembro!
Por Aumento de Salários e Melhores Condições de Trabalho!
Ler Comunicado aos trabalhadores da Hanon