manifestacao 15nov

2facebook

20170623CartaReivindicativaTrabalho por Turnos sintese 1

PETICAO PRECARIEDADE 250

SIESI Informa - Abril 2017

jornalsiesiCONTINENTE

Leis & Direitos

Direitos de parentalidade



Acção Sindical

Os trabalhadores dos Callcenters da EDP, com vínculo à empresa Randstad, vão intensificam a sua luta contra a precaridade e pela satisfação das suas reivindicações numa greve a realizar de 1 a 4 de Novembro. No dia 2 efectuam também uma concentração de protesto junto à sede da EDP, no Cais do Sodré, às 9:30 horas, seguida de deslocação para a Assembleia da República. No dia 3 realizam outra concentração, junto ao Ministério do Trabalho, na Praça de Londres,  às 10:00 horas.

LER COMUNICADO AOS TRABALHADORES RANDSTAD

Não assinar é a Resposta!

O SIESI tomou conhecimento que a direção da Delphi pretende alterar os horários dos trabalhadores para as 12h (horários concentrados), já no próximo dia 2 de Novembro.

Ninguém deve de assinar NADA!

Os trabalhadores da multinacional americana General Cable CelCat decidiram mais uma vez em plenário fazer Greve parcial durante 3 dias constituído em paralisações de 4h por turno (2 horas ao início e de 2 horas ao fim de cada turno) com início no dia 25 de Outubro de 2017 às 00h30 e com término no dia 28 de Outubro de 2017 às 00h30m.

Esta greve está convocada pela exigência de aumentos salariais, contra a jornada de trabalho de 6 dias com laboração de 7 horas seguidas sem período de descanso\refeição imposta ao 1º turno, pela revisão de cláusulas referentes a férias, pagamento do trabalho complementar, subsídios de alimentação e anuidades contidas no Acordo de Empresa.

 MG 0208 2
A CGTP-IN anunciou a realização de uma grande manifestação nacional a 18 de Novembro pela "valorização do trabalho e dos trabalhadores, pela exigência do aprofundamento do rumo de reposição e conquista de direitos e pelo combate às injustiças e desigualdades".

Os trabalhadores da empresa de cabos Celcat, no concelho de Sintra, estão em greve parcial durante 3 dias, uma greve para exigir aumentos salariais e a revisão de vários direitos laborais. Declarações de Arménio Carslos, secretário-geral da CGTP-IN, e de Luís Santos, do SIESI. SIC Notícias

randstad

A DECISÃO…
Nos dias 14 e 15 de Setembro de 2017 a Comissão Sindical do SIESI realizou plenários nos locais da Quinta do Lambert e Expo. Os trabalhadores decidiram:
Que a Comissão Sindical do Siesi convocasse reunião com a administração da empresa para discussão do Caderno Reivindicativo 2017 e matérias pendentes. Caso a empresa não realize a reunião, e não haja evolução positiva pela implementação de melhorias das condições de vida e de trabalho, os trabalhadores desenvolverão as acções reivindicativas necessárias.
MEDIDAS E COMPROMISSOS…
Em salvaguarda foi desde já convocada uma greve para o dia 9 de Outubro de 2017, greve esta cuja realização depende única e exclusivamente da posição da empresa.
A Comissão Sindical do SIESI manterá os trabalhadores informados de todos os desenvolvimentos.
Mantem-te informado
Mantem-te ligado ao teu sindicato SIESI

No dia 15 de Setembro, em plenário realizado pela Comissão Sindical do SIESI, os trabalhadores da General Cable CelCat decidiram dar à administração da multinacional Americana a possibilidade de resolver até dia 27 Setembro os problemas apontados. Caso assim não seja, os Trabalhadores em plenário decidiram os contornos da luta, que passará pela realização de novas greves.

LER INFORMÇÃO AOS TRABALHADORES

O SIESI saúda todos os trabalhadores da Hanon Systems

Apesar das pressões da administração da empresa esta não conseguiu impedir a participação dos trabalhadores na LUTA, mais que justa e com forte adesão na passada sexta-feira, dia 1 de Setembro, que causou forte impacto no normal funcionamento da laboração e produção da fábrica.

A Luta dos trabalhadores na HANON é justa e deu resultados!

PRECARIEDADE USL

Foi reintegrado, no passado dia 1 de Setembro, um trabalhador ilegalmente despedido pela administração da EXIDE (antiga Tudor), na Castanheira do Ribatejo.
A decisão tomada pelo Tribunal da Relação de Lisboa justifica-se pelo facto de o trabalhador ocupar um posto de trabalho permanente, desempenhar uma função absolutamente necessária ao funcionamento normal e regular da empresa e responder directamente às orientações dadas pela EXIDE há vários anos.
Para este processo revelou-se crucial a decisão, por parte do trabalhador, de enfrentar a empresa e, com o apoio do seu sindicato, o SIESI, avançar com a luta para repor a legalidade.

O SIESI saúda todos os trabalhadores da Hanon Systems
Apesar das pressões e que a administração da empresa tem vindo a fazer, não conseguiu impedir a participação dos trabalhadores nesta LUTA mais que justa e a sua forte adesão na greve da última sexta-feira dia 1 de Setembro, causou forte impacto no normal funcionamento da laboração e produção da fábrica.
Como sempre dissemos: A Luta é de todos e para todos!